Imagem capa - O QUE EU SENTI AO CASAR | Por CAMILE MALAVASI por Chocolatte Fotoarte
Para Noivas

O QUE EU SENTI AO CASAR | Por CAMILE MALAVASI

Que honra poder participar desse novo blog tão especial e tão importante!



Como tudo começou?




Quando somos pedidas em casamento vem uma avalanche de sentimentos e coisas a resolver! hahahha

Vou contar um pouco da minha experiência e espero conseguir ajudar de alguma forma.

Pra começar do jeito certo, é necessário dizer que sou a louca neurótica, que tenta agradar todo mundo e sofro de ansiedade.

Dito isso, vamos ter em mente que tudo que eu disser que não é lá boa ideia, pode ter relação com essa minha ansiedade...

O pedido de casamento foi lindo, foi uma surpresa com pétalas de rosa, dicas estilo "caça ao tesouro" e depoimentos da família toda apoiando, tudo arquitetado pelo noivo (agora melhor marido do mundo).

Desde que começamos a namorar, sou apaixonada por ele e isso ajudou demais a conseguir passar por todos os obstáculos e fazia cada dor de cabeça valer a pena. Além disso, o fato de ele querer participar de todas as etapas e sempre dar opiniões me ajudou muito. Há quem pense que atrapalha, mas não acho que tomar todas as decisões sozinha seja bom. O dia é de vocês, então ter o toque dele é muito importante, além de dividir a responsabilidade.




A expectativa!


No início, se abre um mundo de possibilidades, a gente quer um pouco de tudo no nosso grande dia e tira prints de tudo, perturba o noivo o dia todo com as fotos, pede orçamentos, envolve as amigas, a família e por aí vai...

O problema acontece quando você percebe que o dinheiro não vai dar pra tudo e tem que fazer escolhas. Nós não tínhamos um orçamento próprio para o casamento, nenhuma reserva, nem nada disso, até porque estávamos montando nosso apartamento simultaneamente. Fizemos uma planilha com nossos salários e o quanto gastaríamos em cada coisa, quantas parcelas e o que precisávamos pagar em cada mês.




Uma coisa importante é que os fornecedores exigem que o pagamento seja encerrado antes da festa e é necessário que vocês se planejem em cima do salário para marcar a data. Quanto mais tempo, em mais parcelas você conseguirá pagar os fornecedores e correr menos riscos de se enforcar em dívidas.

Nós somos dois loucos e decidimos casar em um ano, e por esse motivo foi tudo bem corrido e envolveu muitos sacrifícios.




As contratações.


Contratamos uma assessora, o que acredito ser essencial, já que ela dá as dicas e cuida de tudo no dia para que você não tenha que se preocupar com nada. No dia sempre tem alguém dizendo onde você precisa estar e trazendo o que você precisar em mãos. Essa é uma bela dica pras ansiosas de plantão!!



A assessora é boa quando não tem vínculo algum com os fornecedores, isso é importante. Aquela assessora que "vem no pacote" do buffet não vai verificar se tudo que você contratou está sendo servido, não cuida do seu cerimonial (no meu caso, a cerimônia aconteceu na igreja) e se você tiver atrito com o fornecedor, não vai ficar do seu lado, já que é o buffet quem paga o salário dela.




Ela pode ter fornecedores parceiros, com os quais ela consegue descontos e conhece a procedência, mas ser empregada de um deles ou dona de algum outro negócio é complicado. A nossa era dona de uma empresa de decoração e, nesse quesito, não tivemos opção, tivemos que fechar com ela e num valor nada atrativo.

No geral, tivemos muita ajuda dela e, em sua maioria, fechamos com o primeiro fornecedor que conhecemos e ficamos muito satisfeitos. Todos os serviços de extrema qualidade!

Nosso critério principal sempre foi o tratamento gentil e atencioso dos fornecedores além da qualidade das amostras que nos foram mostradas.

A primeira coisa que fechamos foi foto e vídeo. Se tem uma coisa que eu digo pra todo mundo que me pergunta é que não adianta que tudo seja lindo, decoração maravilhosa, música boa, comida fantástica, vestido milionário, dia da noiva caríssimo, se o registro for ruim. As fotos e o vídeo é o que fica desse dia e, lá na frente, é o que você vai mostrar aos filhos e netos, então precisa ser ótimo!!!




Sonho X Realidade.


Estabelecemos algumas prioridades e o que não era, cortamos ou contratamos algo mais simples. Por exemplo, quisemos um salão do sonho e comida boa e farta, sem frescuras, e investimos mais nisso. Já as lembrancinhas e o dia da noiva escolhemos algo mais barato e simples.

A nossa lista de convidados foi um pequeno problema. Começamos com uma e terminamos com outra. Durante um ano, muitas coisas mudaram em nosso relacionamento com as pessoas, mas resolvemos convidar essencialmente as pessoas que participam intimamente do nosso relacionamento ou que estão em nosso dia a dia.

Mesmo assim me arrependi de ter convidado algumas pessoas, pois perdi a oportunidade de chamar pessoas que gostaria, mas não poderia pelo número de convidados.





O Dia da Noiva.


Fechei meu dia da noiva em um salão em que poderia ficar próxima da minha mãe e das minhas madrinhas e tomaria um banho de hidromassagem (prioridade hahaha). Visitei vários lugares e me apaixonei pelo que fechei, pelo tratamento da moça que me recebeu, a estética do salão e a proximidade que teria das pessoas, já que sozinha iria pirar de nervoso. Disso, tirei uma lição e uma dica pras noivinhas que ainda estão procurando um salão: observem bem, além do espaço bonito, dos mimos que terão, a equipe que estará presente no seu dia.

A moça que me atendeu e passou todas as informações era maravilhosa, super simpática, atenciosa, tirava todas as minhas dúvidas mesmo depois de ter fechado com eles, no dia me deu toda a assistência, me acalmou, mas o resto da equipe estava em mais um dia de trabalho e algumas pessoas até mau humoradas que não me trataram como uma noiva, e sim mais uma cliente. Não me senti especial, como toda noiva quer se sentir.






No final, amei minha maquiagem, meu cabelo e o das minhas meninas, ficamos todas prontas a tempo, consegui tirar muitas fotos e não tive que correr pra igreja. Esse planejamento do salão é extremamente importante, porque já é um dia tenso e atrasar não é opção.







Fui casar!


Chegamos na igreja, eu estava no pico do nervoso. Conversei bastante com meu pai, o que me acalmou, mas na hora que sai do carro e fiquei parada na frente das portas da igreja, gelou a espinha. Respirei fundo, a porta abriu e vi meu noivo lindo me esperando no altar!!





Que sensação!! Passou um filme na cabeça, de quando nos conhecemos e de tudo que passamos para chegar naquele momento. Ali, nada mais importava, só aquele homem que me esperava todo ansioso e lindo ali na frente! Nossa cerimônia foi linda, com um padre espirituoso, escrevemos nossos votos (aliás, recomendo, porque apesar de ter lido com a voz embargada, vai ficar marcado pra sempre em nossa memória) e ele me fez uma surpresa tocando e cantando pra mim junto com alguns padrinhos nossos!

Nada disso tem preço.








E a festa?


Na festa tudo passou em 5 minutos, mesmo que tenham sido 5 horas. Hahahaha

Nós ensaiamos uma coreografia toda elaborada para nossa primeira dança. Ficou lindo. Mas eu tive um ataque de pânico na hora. Sim, sem brincadeira. Hoje eu dou risada, mas toda a minha expectativa e nervoso pra esse momento fizeram com que eu não aproveitasse tanto a festa. Então, se você é ansiosa como eu, a dica é não inventar moda! hahahaha




A festa tem que ser o momento de compartilhar a alegria do casal com a família e a hora e que vocês soltam a respiração que estavam prendendo o dia todo, sabe? É a hora do "ufa, passou! Agora vamos comemorar!". Então, não invente muitos compromissos, fale com quem você ama e esteve com vocês em todos os preparativos.



Por Camile Malavasi

__________________


Gostou? Comente abaixo ;)

E para conhecer esse casamento completo, Clique Aqui!